MENU
Quero Fazer um Doação - Instituto Manodown
Banner Instituto Manodown

EVENTOS

CURSO SOBRE O MARCO REGULATÓRIO DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL

Curso muito bacana que iremos realizar – Mano Down.- Tema muito relevante.

A Lei nº 13.019 de 31 de julho de 2014, alterada pela Lei nº 13.204, de 2015, estabelece o regime jurídico das parcerias entre a administração pública e as organizações da sociedade civil, em regime de mútua cooperação, para a consecução de finalidades de interesse público e recíproco, mediante a execução de atividades ou de projetos previamente estabelecidos em planos de trabalho inseridos em termos de colaboração, em termos de fomento ou em acordos de cooperação; define diretrizes para a política de fomento, de colaboração e de cooperação com organizações da sociedade civil; e altera as Leis nos 8.429, de 2 de junho de 1992, e 9.790, de 23 de março de 1999. Entrou em vigor para a União em 2014, para os Estados em 2015 e para os municípios em 2016.

Esta Lei estabelece novo regime jurídico para as parcerias realizadas entre o Poder Público e as Organizações da Sociedade Civil (OSCs), e foi regulamentada pelo Decreto Federal nº 8.726, de 27 de abril de 2016 no âmbito Federal.

Em Minas Gerais foi regulamentada pelo Decreto Estadual nº l 47132, de 20/01/2017 e em Belo Horizonte pelo Decreto Municipal de nº 16.519, de 26/12/2016.

Diante desta nova legislação, para executar programas e projetos com recursos públicos é necessário conhecer que as Organizações da Sociedade Civil – OSCs se adequem às novas exigências legais, para que tenham sucesso no processo de captação de recursos.

É diante desta realidade, que destacamos a importância da capacitação técnica dos gestores, funcionários e colaboradores das OSCs para adequação à nova legislação, sendo captadores mais eficientes de recursos públicos, gerando trabalho, emprego e renda para seus municípios e suas entidades e proporcionando melhor qualidade de vida e cidadania para seus beneficiários.

A capacitação técnica também garante que a execução dos programas e projetos ocorra observando das diretrizes estabelecidas pela legislação brasileira, garantindo que não ajam desvios nem má utilização dos recursos e proporcionando a todos os cidadãos a transparência nos gastos públicos, além de ser uma eficaz ferramenta de gestão.

Público Alvo

Gestores, funcionários e colaboradores das Organizações da Sociedade Civil e demais interessados.

Objetivos de aprendizagem

Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil – MROSC.

V Caminhada Up and Down: Comemoração do Dia Internacional da Síndrome de Down

        Em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down, 21 de Março, o Instituto Mano Down realiza no próximo domingo, dia 19, a Caminhada Up and Down, com o objetivo de celebrar, reunir, dar mais visão e relevância à causa, promover as práticas de autonomia e inclusão, e claro, proporcionar mais interação e diversão nesta data tão especial para todos nós.

O evento, que já está na sua quinta edição, acontecerá a partir das 9h na Avenida Artur Bernardes, na Barragem Santa Lúcia- Belo Horizonte, um local agradável e propício para as atividades, que serão ao ar livre e contarão com o auxílio de diversos profissionais parceiros para deixar nossa comemoração ainda mais agradável.

Na nossa programação estão inclusas atividades além da caminhada, como entrega de medalhas comemorativas, encontro de charangas e apresentação da Bartucada, além de oficinas de artes plásticas e capoeira, exposição de fotos e food trucks.      

Contamos com sua presença para abrilhantar essa festa tão esperada por nós e feita com muito carinho para todos vocês. Traga sua família e vamos caminhar!

Confira nossa programação completa:

Em caso de dúvidas, entre em contato pelos telefones: 31 986611261 (Iracema) ou 996139566 (Leonardo) ou pela nossa rede social

Você não vai ficar de fora, não é mesmo?

PALESTRA SOBRE AUTONOMIA E SEXUALIDADE DAS PESSOAS COM DOWN.PARTICIPEM!

fatima 2

Tema importante que iremos debater. Penso que quando se fala em inclusão social, as questões sexuais ficam de fora. A sexualidade é escondida e reprimida, e as tentativas de torná-las visível são desvalorizadas e as pessoas que devem ser incluidas são despidas de sua sexualidade e consideradas como seres assexuados. Ideias e atitudes são distorcidas na sociedade e as pessoas atribuem limitações ou exacerbações para a sexualidade daqueles que tem deficiências. Vamos conversar sobre isso?

Faça sua inscrição acessa,do o link abaixo:

Leia mais sobre o assunto em : Sexualidade

UMA NOITE PARA CONVERSARMOS SOBRE SEXUALIDADE E AUTONOMIA DAS PESSOAS COM DOWN. TODOS CONVIDADOS!

fatima 2

 

 

 

 

 

 

 

 

Trecho do livro : Não importa a pergunta, a resposta é o amor.

Todos desejam a sexualidade e não realizar este desejo é torturante!

A vida afetiva e sexual das pessoas com Down está condicionada a uma série de mitos, preconceitos e fantasmas que inquietam famílias e profissionais. Mas não se trata apenas disso. Há preconceitos e medos porque a sexualidade do indivíduo com Down é também sexualidade humana e não uma sexualidade especial. Segundo Lepri, “a sexualidade existe por si só e se expressa como parte integrante da personalidade. As necessidades afetivo-sexuais mediatizam as relações que se estabelecem ao longo da vida

Faz tempo que aprendi e defendo isto: toda pessoa tem direito a uma vida sexual livre, segura e prazerosa. Esse direito se sobrepõe e antecede qualquer condição particular, como, por exemplo, a deficiência. A sexualidade é, também, uma dimensão da vida, cuja manifestação assume contornos individuais e pessoais. Não faz sentido, então, falar de uma sexualidade própria ou específica das pessoas com deficiência. Afirmações como “pessoas com Síndrome de Down são carinhosas” ou “têm uma sexualidade exacerbada”, na verdade traduzem estereótipos construídos a partir do olhar sobre a deficiência e não sobre o ser humano que a antecede.

Como qualquer percepção que se propaga pela sociedade, afirmações como essas são construídas e alimentadas em práticas sociais. E, da mesma maneira que são construídas, podem ser desconstruídas.

Debater esse assunto é o objetivo do evento promovido pelo Instituto Mano Down que ocorrerá no dia 02 de Setembro no auditório do Clube dos Oficiais. Teremos a honra de receber a palestrante Fátima Minetto para conduzir esta indispensável conversa.

Data : 02/09
Horário de 19 e 30 ás 22
Endereço: Rua Diabase, 200. Bairro Prado.
Belo Horizonte-MG

Inscrições:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScigAoowO4nNT7POtGAUWIIOoX2zo4VbmLpiH07hbVL12sX3A/viewform

Temos que ficar atentos para não confundir as coisas e decretar que uma capacidade intelectual inferior pode resultar em uma inabilidade para controlar os instintos sexuais. Isso pode até levar os pais a quase tornar assexuado o filho ou filha, negando sua sexualidade, transformando-os em um eterno bebê.

Outro fator que impede que se fale do assunto com uma pessoa Down é o fato de vê-la sempre como criança, como já enfatizamos. Ao infantilizá-la, não acreditamos que seja capaz de ter ou expressar sua sexualidade. Fato é que elas não desenvolverão condutas inadequadas mais do que o restante da população se tiverem as oportunidades reais de aprender sobre o tema. Quanto mais
falarmos, melhor será o entendimento das mudanças no corpo e dos sentimentos.

 

Saiba mais sobre o assunto :  Artigo Educação sexual e síndrome de down: vamos conversar?

Os jovens e adultos com Down, hoje, constituem a primeira geração de pessoas que, de maneira geral, está conduzindo suas vidas de forma mais autônoma em todos os âmbitos: escolar, laboral, social e afetivo. De todos esses aspectos, a sexualidade é a que menos avançou, talvez pela dificuldade dos pais e educadores em abordar o tema, que é delicado, e também pela insistente imagem de ver as pessoas com Down como eternas crianças.

Percebo, ao conviver com muitas pessoas com down , que eles possuem muitas dúvidas e inseguranças sobre o assunto. Alguns desconhecem o próprio corpo, questionam e pedem ajuda para iniciar ou manter relações íntimas. Há muita falta de informação e tenho observado a repetição de falas que não condizem com a realidade, como, por exemplo, “a sexualidade das pessoas com Down é descontrolada; pessoas com Down, se a gente deixar, se masturbam 20 vezes ao dia; pessoas com Down não ligam para traição”. Não podemos deixar de lado esse tema, por mais espinhoso que seja. É necessário tratar a sexualidade com naturalidade e quebrar este tabu.

Vamos conversar? Contamos com a participação de todos!
Veja vídeo sobre o tema!

 

Cadastre no portal incluo e venha fazer parte de um banco de dados completo sobre a síndrome de down.www.incluo.com.br

banner-cadastre-portal-incluov

http://www.incluo.com.br/cadastro-pcd.php

NOVAS TURMAS E MODADALIDADES ABERTAS- AULAS DE DANÇA, CAPOEIRA, PERCUSSÃO E ZUMBA

capoeira e zumba

Devido ao sucesso de nossas aulas abriremos novas turmas e modalidades.

A partir de Agosto teremos novas turmas de Dança e Percussão ( Tarde e Manhã).

Agora abrimos turmas para aulas de Capoeira e Zumba. Em breve novas modalidades.

Venha se divertir , aprender e conviver.

novas turmas imd cd

Entre em contato conosco e venha fazer uma aula experimental e conhecer nossa equipe.

Vamos juntos. Respeite a diferença, fazendo a diferença.

Instituto Mano Down e Café com Dança

Baixe nosso eBook http://conteudo.manodown.com.br/ebook-o-que-aprendi-com-meu-irmao-com-down

PALESTRA SHOW EM NOVA LIMA DIA 28/07 -19 HORAS

palestra nova lima

Alô Nova Lima.Quinta feira Palestra Show!

“NOVA LIMA NOVAS IDEIAS” SERÁ LANÇADO DIA 28 DE JULHO

Com proposta diferenciada, Movimento vai mobilizar a cidade
Será lançado em Nova Lima, no dia 28 de julho (quinta-feira), às 19h, no SESI, o Movimento “NOVA LIMA NOVAS IDEIAS” – um espaço aberto para diálogos e formulação de novas ideias em prol de Nova Lima.
O objetivo é envolver toda a comunidade e ouvir lideranças locais e representantes de diversos segmentos sociais. Dessa forma, os participantes poderão apresentar sugestões que servirão de base para construção de projetos a serem aplicados no município.

O Movimento assumirá o compromisso de registrar as melhores propostas construídas através da participação popular, como meta para os próximos anos. “O Nova Lima, Novas Ideias é sinônimo de coletividade. Acreditamos que escutando a todos, poderemos implantar boas práticas na cidade”.
O evento vai contar com a palestra musicada do Instituto Mano Down sobre adversidade e superação das diferenças.
Acompanhe e participe através da nossa página do Facebook: Nova Lima Novas Ideias.
NOVA LIMA NOVAS IDEIAS
DATA: 28 de julho (quinta-feira)
HORÁRIO: 19h
LOCAL: SESI, Rua Dr. José Raimundo Nonato Couto, 180, Retiro, Nova Lima

Saiba mais sobre a Palestra: http://www.manodown.com.br/produtos/palestras/palestra-1-adversidade-e-diversidade-superando-diferencas-e-deficiencia/

NEWSLETTER

Assine nossa Newsletter e saiba das novidades da Mano Down


Confeitaria de IdeiasPortal incluoCafé com DançaRisu Compra SocialDauzito
Made by Raw Design