Lei de Incentivo - Projetos

Saiba como investir em nossos projetos
  • Lei de Incentivo

    PRINCIPAIS RAZÕES PARA INVESTIR:
    • Benefícios Fiscais: possibilidade de investimento a custo zero.
    • Fortalecimento da marca: seja por meio da divulgação publicitária ou mídia espontânea
    • Marketing promocional: eventos, produtos oficiais, associação aartistas, atletas e formadores de opinião.
    • Relacionamento: oportunidade para estreitar laços com o público de interesse por meio de ações exclusivas.
    • Responsabilidade social: posicionamento frente à comunidade, que traz incremento ao balanço social da companhia.
  • COMO APOIAR:

     

    • O que é a lei Rouanet?

      Trata-se de lei 8.313/91, que regulamenta a renúncia fiscal de Imposto de Renda para aqueles que patrocinarem ou apoiarem projetos culturais. Através dela, as empresas podem utilizar até 4% do IRPJ anual para patrocínio de projetos culturais. O uso da Lei Rouanet é, em poucas palavras, extremamente vantajoso para a empresa, pois possibilita a confecção de um produto que será utilizado como peça de marketing e promoção da imagem corporativaa custo zero.

     

    • O que a empresa ganha com o projeto patrocinado?

      Sem gastar nenhuma soma em dinheiro, a empresa terá apoiado um programa social, ambiental ou cultural, e terá direito a uma cota do produto cultural para presentear clientes ou funcionários, o que é bastante interessante para sua imagem corporativa.

  • Passo a passo

    Para empresas e pessoas físicas
  • PARA EMPRESAS:

    • Passo 1
      Podem investir em projetos culturais aprovados pelo Ministério da Cultura na Lei Rouanet empresas tributadas em lucro real (com faturamento acima de R$ 48 milhões), deduzindo até 4% do IR devido.

    • Passo 2
      O investidor deve depositar o valor desejado para o patrocínio na conta bancária do projeto (aberta e supervisionada pelo MC) até o último dia útil do ano corrente. Após o depósito, a entidade ou pessoa que propôs o projeto irá emitir um recibo e enviar ao patrocinador, sendo que este servirá como comprovante para que a renúncia fiscal se efetue.

    • Passo 3
      O ressarcimento do patrocínio feito virá no ano seguinte, na forma de restituição ou abatendo do valor do IR a pagar.
  • PARA PESSOA FÍSICA:

    • Passo 1
      Podem investir em projetos culturais aprovados pelo Ministério da Cultura na Lei Rouanet, pessoas físicas contribuintes do Imposto
      de Renda, deduzindo até 6% do IR devido.

    • Passo 2
      O investidor deve depositar o valor desejado para o patrocínio na conta bancária do projeto (aberta e supervisionada pelo MC) até o último dia útil do ano corrente. Após o depósito, a entidade ou pessoa que propôs o projeto irá emitir um recibo e enviar ao patrocinador, sendo que este servirá como comprovante para que a renúncia fiscal se efetue.

    • Passo 3
      O ressarcimento do patrocínio feito virá no ano seguinte, na forma de restituição ou abatendo do valor do IR a pagar.
  • CONTRAPARTIDAS AO PATROCINADOR:

    • Inserção da logomarca do Patrocinador na apresentação do do projeto
    • Exibição da marca em todas as peças gráficas e de divulgação do projeto.
    • Uma palestra motivacional.
    • 10 livros Mano Down – Relatos de um irmão apaixonado
    • 10 livros Quero Saber? Eu quero contar: Aprendizados e Lições da Síndrome de Down
    • Citação do nome do Patrocinador na apresentação do projeto.
    • Entre outras possibilidades a negociar.