MENU
01
jul

O que aprendi com Montillo ( Jogador que se aposentou na última quarta e tem um filho com down)

 

O que aprendi com Montillo ( Jogador que se aposentou na última quarta)

O encontro

Era dia 16 de Setembro de 2011 tinha acabado de escrever meu primeiro livro ( Mano down – Relatos de um irmão apaixonado- Saiba mais sobre o livvro – Clique aqui ) e recebemos a notícia que o jogador Montillo,  que jogava no Cruzeiro , estava passando por um momento difícil , uma vez que , seu filho Santino , que nasceu com down, estava passando por uma cirurgia para “tirar” a cardiopatia que ele tinha.

Eu como Atleticano aprendi desde que nasci sobre rivalidade no futebol ( Atlético e Cruzeiro tem uma rivalidade gigantesca) recebi um convite para ir com o meu irmão Dudu ao centro de treinamento do Cruzeiro para levar nosso livro e uma força para o jogador e sua família.   No início, confesso que hesitei , mas rapidamente deixei a rivalidade do lado e lembrei da importância de uma atitude para um ser humano ( que tando aprendo com meu irmão) e aceitamos o convite.

Vídeo de nosso encontro com Montillo em 2011

Foi um encontro marcante e que me fez conhecer o ser humano e não o atleta Montillo ( que estava  no auge de sua carreira) . Conversamos e pude ver o quão difícil era o momento que o atleta estava passando ( era  o principal jogador do clube e não podia parar para acompanhar seu filho que passava por uma momento delicado e tinha recém saído da cirurgia ( cardiopatia).

Reportagem publicada em 2011

http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2011/09/13/noticia_cruzeiro,195863/torcedor-homenageia-montillo-na-toca.shtml

 

Nesta terça-feira, o dia foi atípico para Montillo na Toca da Raposa II. Referência pelas homenagens ao filho Santino, portador de Síndrome de Down, o camisa 10 do Cruzeiro foi homenageado por um torcedor com o mesmo caso.
Eduardo Gontijo, de 20 anos, esteve na Toca da Raposa II para executar “Como é grande o meu amor por você”, música de Roberto Carlos, para o jogador argentino. Após tocar seu cavaquinho, o jovem torcedor recebeu uma camisa do meia cruzeirense, que agradeceu a homenagem. “Para mim, é muito importante essa força e para minha família também. É uma força a mais com o Santino”, afirmou.
Já Montillo recebeu ainda o livro “Mano down – relatos de um irmão apaixonado”, escrito por Leonardo Gontijo, irmão de Eduardo. A publicação sobre o relacionamento com os portadores de Síndrome de Down cita o caso do jogador do Cruzeiro com seu filho Santino.
“Sinto um amor muito grande pelo Dudu. Sinto como se ele fosse meu filho. O Montillo demonstrou a relação com o Santino de forma positiva e, por isso, quis que meu irmão o encontrasse”, disse Leonardo Gontijo.

 

Nos encontramos outras duas vezes e conhecemos sua esposa e filhos.. Depois disso perdemos contato , uma vez que ,  mudaram de cidade.

Aposentadoria

Esta semana acompanhei a entrevista do jogador que com 33 anos anunciou com lágrimas sua aposentadoria, após 5 lesões consecutivas este ano.

Não esperava outra coisa do Atleta, com hombridade, humildade ( poucas vezes vistas no meio futebolístico) e muito choro comprovou seu caráter e postura.

 

Veja íntegra da entrevista:

 

http://sportv.globo.com/site/programas/selecao-sportv/noticia/2017/07/montillo-diz-que-respeito-de-brasileiros-o-marcou-e-lembra-apoio-ao-seu-filho.html

 

Na coletiva que anunciava sua aposentadoria dos gramados destacou a presença de Santino em sua vida e disse que era hora de dedicar tempo a ele.

“Não vai ser fácil, com certeza. Foi uma coisa que fiz minha vida toda. No começo parece fácil. Na terceira semana, na quarta… mas eu vou procurar fazer minhas coisas, para não ficar sem fazer nada. Meu filho Santino, que tem síndrome de Down, precisa de muito tempo. Vou dedicar para ele. Vou dedicar para ele. Ele precisa ser acompanhado. Estava com a minha esposa, que faz o Ayrton Senna… daqui a três semanas a gente fala. As primeiras semanas serão difíceis. Mas a vida continua. Ninguém morreu deixando de jogar futebol. Vamos organizar uma pelada.”

Ensinamentos.

Nas palavras do segurança do Botafogo Edson : “Esse cara é gente boa demais. Sempre tratou todo mundo bem. Do porteiro ao presidente. Sempre chegava, dava bom dia para todo mundo. Vai deixar saudades”

O agora ex-atleta não conseguiu segurar o choro ao falar da fragilidade do corpo nos últimos meses, que lhe fizeram desistir da carreira aos 33 anos, nos deixou muitos ensinamentos.

 

  • A importância da família
  • Transparência e sinceridade
  • Hombridade
  • Profissionalismo
  • Humanidade
  • Respeito

 

Valeu Montillo. Santino , sua família  e todas pessoas com down precisam de você.

 

Algumas passagens da coletiva

Mesmo quando não joguei, me respeitaram. Ganhei pela pessoa que sou. Falei com o segurança (Edson), quando cheguei, e o cara começou a chorar. Levo muitas coisas. Esse carinho eu não pedi para ninguém. O carinho foi pelo dia a dia. Mostrei como sou, com pé no chão e nunca olhando para baixo. Posso ser melhor ou pior, mas respeito todo mundo. Essas coisas me deixam feliz. Entrei pela porta grande e saio pela mesma, mesmo sem jogar. Sábado eu vou vir aqui — completa.

“Quando encontrei o segurança hoje na porta, ele começou a chorar. Isso me deixa feliz. Esse carinho que deixo como jogador de futebol. O carinho é pelo dia a dia. Me mostrei como sou, com os pés no chão. Sou igual a todos. Respeito todo mundo. Não olho ninguém de cima para baixo. Isso me deixa muito feliz. Saí pela porta grande. Entrei e vou sair assim. Vou chorar de novo. Mas faz parte (risos)”.

“Não tenho o perfil de ficar numa maca tentando fazer uma coisa que não ia dar certo. Para o clube, e também para mim, a decisão é correta. Não vou ficar aqui cobrando um salário e esperando para ver se eu consigo jogar. Sei que não ia dar certo. Não posso treinar mais do que treinei nesses dois meses. Fiz tudo certinho e não deu certo. Chegou o momento de parar, deixar os meninos que estão vindo, jogar”,

 

 

 

Lançamos nosso primeiro workshop. Clique no link e  assista aos vídeos  : https://www.metodomanodown.com.br/workshop/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Assine nossa Newsletter e saiba das novidades da Mano Down

Made by Raw Design